Monitorização do pH Esofágico

0

O que é monitorização do pH esofágico:

A monitorização do pH esofágico é um procedimento utilizado para avaliar a doença do refluxo gastroesofágico ou para se determinar a eficácia de tratamentos que impedem o refluxo ácido.

Este procedimento avalia informações sobre o pH esofágico durante o período de monitorização, geralmente próximo de 24 horas. De uma forma geral, mede-se a quantidade de ácido refluído do estômago para o esôfago.

O objetivo mais comum é   avaliar os sintomas típicos da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), como azia e regurgitação, que não respondem ao tratamento com medicamentos. Nesta situação, pode haver uma suspeita se o paciente tem realmente a doença do refluxo gastroesofágico ou se medicamentos antiácidos são suficientes para suprimir a produção de ácido.

O segundo objetivo é quando há outros sintomas que podem ser devidos ou não a DRGE (sintomas atípicos) tais como dor no peito, tosse, chiado, rouquidão, dor de garganta. Nesta situação, não está claro se os sintomas são devido à doença do refluxo gastroesofágico ou não. Ocasionalmente, este teste pode ser usado  para monitorar a eficácia dos medicamentos usados para tratar a DRGE. O teste também é usado frequentemente como parte de uma avaliação antes da cirurgia antirefluxo ou mesmo após para comprovar seu resultado.

Preparação para o teste:

  • Parar os medicamentos usados para tratar o refluxo e para tratar problemas do estômago, amenos que seu médico oriente ao contrário. Alguns medicamentos devem ser interrompidos por 1 semana antes do teste. Estes incluem Omeprazol,Esomeprazol, Rabeprazol, Lansoprazol, Pantoprazol. Alguns medicamentos precisam ser interrompidos 2 dias antes do teste. Exemplos destes medicamentos são: Randitidina, Cimetidina,Nizatidinaou Famotidina. Note que seu médico pode querer que você continue a usar estes medicamentos até e durante o teste para determinar se eles são eficazes em suprimir a produção de ácido. Neste caso, os medicamentos devem ser administrados em seu tempo regular do dia antes do teste e no dia do teste (com um pouco de água).
  • Se você tiver dúvidas sobre outros medicamentos, converse com seu médico.
  • Na noite antes do teste, não comer ou beber após meia-noite.
  • Use uma camisa ou blusa que se abra na frente, pois é mais fácil de se vestir, depois que o cateter é colocado, uma vez que um eletrodo é fixado com adesivo apropriado no abdômen.

Procedimento:

O exame utiliza sensores de pH que registram o refluxo de ácido do estômago para o esôfago. Você deve tentar realizar suas atividades normais durante o dia, incluindo as que podem desencadear os seus sintomas. Refeições regulares devem ser consumidas durante o teste. A não ingestão regular de alimentos pode prejudicar o resultado do exame.Siga as instruções do seu médico sobre o uso de medicação durante o teste.

Pode ser necessário realizar um teste chamado “manometria esofágica” (ver instruções adicionais) a fim de determinar o posicionamento correto do cateter de pH esofágico.

 

O nariz estará anestesiado por um curto período de tempo. A sedação não é necessária, nem indicada. Colocar o cateter leva cerca de 10 minutos.Um cateter plástico ou fio fino é passado por uma das narinas, por trás da garganta até o esôfago, enquanto o paciente engole com ajuda de água. A ponta do cateter contém um sensor que detecta o ácido. O sensor é posicionado no esôfago para que fique acima do esfíncter esofágico inferior, uma área especializada do músculo esofágico que fica na junção do esôfago e estômago e que impede o conteúdo gástrico refluir para o esôfago. Às vezes o cateter tem vários sensores de pH para registro em diferentes partes do esôfago. Estes sensores extras não alteram o comprimento ou calibredo cateter. A outra extremidade do cateter que sai do nariz estará conectada a um gravador de pilhas pequeno que é usado com uma alça sobre o ombro ou com cinto na cintura.

Durante as 24 horas em que o cateter está no lugar, o paciente vai relatar sobre suas atividades : Refeições, períodos de sono e os sintomas são registados pelo paciente em um diário ou pressionando os botões do gravador. O diário ajuda o médico a interpretar os resultados. O paciente retorna na manhã seguinte para a remoção do cateter. Depois que é removido, o gravador é ligado a um computador para que os dados registados possam ser analisados.

Existem muito poucos efeitos secundários da monitorização do pH esofágico. Pode haver leve desconforto na parte de trás da garganta, enquanto o cateter está no lugar. A grande maioria dos pacientes não tem nenhuma dificuldade para comer, dormir ou realizarsuas atividades diárias. A maioria dos pacientes, no entanto, prefere não ir para trabalhar porque não se sente confiante com o cateter no nariz. No entanto, não se deve restringir ações comuns, como caminhar, ir às compras, etc.