O uso manometria de alta resolução anorretal e de cólon e seu lugar no trabalho clínico e na pesquisa.

0

O uso manometria de alta resolução anorretal e de cólon e seu lugar no trabalho clínico e na pesquisa.
Neste artigo de revisão de Dinning et al, publicado na Neurogastroenterology em 2015, os autores fazem uma revisão e analise critica da utilização da manometria de alta resolução anorretal. Diferentemente da manometria esofageana, a manometria de alta resolução anorretal ainda encontra-se em desenvolvimento, sendo o alto custo, sua grande limitação. Os autores avaliaram cerca de 27 estudos e concluíram não haver evidencias que comprovem a superioridade deste método sobre a manometria convencional, sendo necessários estudos randomizados e comparativos


The use of colonic and anorectal high-resolution manometry and its place in clinical work and in research

P. G. Dinning, E. V. Carrington and S. M. Scott.
Neurogastroenterolgy & Motility. Volume 27, Issue 12 December 2015 pages 1693–1708. DOI: 10.1111/nmo.12632
Resumo
Racional: Para o esôfago, a manometria de alta resolução (MAR) tornou-se uma ferramenta de diagnóstico padrão na investigação dos transtornos da motilidade. No entanto, no extremo oposto do tubo digestivo (i.e., o cólon e anorretal), o uso da MAR continua em seus primórdios, com relativamente poucos estudos publicados na literatura científica. Além disso, a utilidade clínica desses estudos que têm sido executados é em grande parte indeterminada. O propósito desta revisão é de avaliar todos os estudos publicados até à data sobre manometria de alta resolução do colon e anorretal, explora os tipos de cateter utilizados e as tentativas para determinar o valor da MAR sobre as gravações de ‘baixa resolução’ tradicionais das mesmas regiões. Em última análise, esta revisão aborda se a MAR atualmente fornece informações que irão beneficiar o paciente diagnóstico e tratamento.