Um caso de síndrome do narcótico e revisão da literatura.

0

Comentários: A utilização crescente de opióides no mundo vem sendo associada a uma nova síndrome envolvendo a motilidade do trato gastro intestinal: a síndrome do intestino narcótico. Já sabemos dos efeitos colaterais importantes dos opióides sobre o tubo digestivo, tais como a constipação e os quadros de náuseas e vômitos.
Entretanto, esta nova entidade relaciona-se a presença de dor abdominal incapacitante e que está relacionada ao uso crônico e doses escalonadas de opióides.
Descrita em 1984 por Sandgren, caracteriza-se por episódios recorrentes de dor abdominal que piora com o aumento progressivo das doses de opióides, acompanhada também de náuseas, vômitos e constipação intestinal . Pode ocorrer entre 4,2 a 6,4% dos pacientes que tomam opiáceos cronicamente, associando-se também a doença psiquiátrica e abuso dessas substâncias.
O tratamento é multidisciplinar e envolve a retirada dos opióides, associando-se medicações antidepressivas e ansiolíticas.

Leitura sugerida

1. Drossman D, Szigethy E. The narcotic bowel syndrome: a recent update. Am J Gastroenterol Suppl. 2014 Sep 10;2(1):22-30. doi: 10.1038/ajgsup.2014.6.

2. Farmer AD, Gallagher J, Bruckner-Holt C, Aziz Q. Narcotic bowel syndrome. Lancet Gastroenterol Hepatol. 2017 May;2(5):361-368. doi: 10.1016/S2468-1253(16)30217-5. Epub 2017 Mar 6.

Farmer AD, Ferdinand E, Aziz Q. Opioids and the Gastrointestinal Tract – A Case of Narcotic Bowel Syndrome and Literature Review. Journal of Neurogastroenterology and Motility. 2013;19(1):94-98. DOI :10.5056/jnm.2013.19.1.94.